Porque criar Pirarucu

Alevino Pirarucu
Pirarucu Juvenil
Pirarucu Jovem
Pirarucu Adulto
Pirarucu Adulto
Unknown Track - Unknown Artist
00:00 / 00:00

      Há diversos motivos que incentivam a criação de pirarucu, em primeiro lugar, é preciso compreender que se trata de um peixe que oferece uma das carnes mais saborosas e que mais tem caído no gosto dos brasileiros, o que faz com que este mercado esteja em expansão, tendo um bom potencial de rendimentos financeiros.

      O pirarucu enche os olhos de produtores e técnicos com um crescimento inigualável, por quaisquer espécies exploradas na aqüicultura continental no Brasil e no mundo.

      Em condições de cultivo em cativeiro vai normalmente de 0 a 14 kg em no primeiro ano de vida, em nossa produção com alimentação adequada e acompanhamento; temos exemplares que chegam até a

16 kg em 11 meses.

      Este tipo de peixe é dócil e se adapta bem a qualquer local com água doce, necessitando de pouca manutenção, o que gera certa economia para o bolso do produtor.

      Tem a seu favor a característica de se dar bem em águas com diferentes níveis de pH, concentração de sais minerais e principalmente de não exigir muita oxigenação na água como os demais peixes.

      Uma vez que respira 70% do ar que precisa fora da água, o que o leva a suportar eventuais condições de baixo oxigênio ou mesmo ausência completa deste por determinada quantidade tempo, sem maiores prejuízos ao seu desempenho e sobrevivência.

      Devido a essa característica de não precisar exclusivamente do oxigênio da água para respirar, apresenta um dos maiores aproveitamentos por metro quadrado de represa dentre os peixes criados em pisciculturas.

      É um peixe de grande resistência a doenças, com altíssima taxa de sobrevivência 90 a 95%, e por respirar 70% do oxigênio que precisa fora da água; possui bem menos exigências em comparação aos demais peixes que respiram exclusivamente dentro da água.

      Possibilitando assim a criação de uma quantidade até 3 vezes maior de peixes por hectare de represa do que seria possível com peixes que respiram exclusivamente dentro da água.

      Devido a isso é possível a criação dos Pirarucus em conjunto com Tilápias ou Tambaquis nos mesmos tanques, o que temos conseguido com sucesso em nossas instalações; pois estes respiram dentro, e ele fora da água.

      Em tanques convencionais é possível a criação de 1 pirarucu de 15 kg a cada 15 metros quadrados de represa com 1,20 metro de profundidade. E já na criação em tanques de concreto com renovação diária de água; tem-se obtido uma produção 3 peixes de 15 kg o que dá 45 Kg de peixe por metro quadrado de tanque com 1,2 metro de profundidade em várias regiões do Brasil.

      É um peixe típico dos rios amazônicos, mas se adapta bem para ser criado em várias regiões do Brasil; já sendo criado com sucesso no Norte, Nordeste, Centro Oeste e parte do Sudeste, pois precisa de água com temperaturas entre 24º e 37º para seu adequado crescimento; para criações na região Sul o adequado é que seja feita em tanques com sistema de climatização da água.

      Como é um peixe carnívoro o pirarucu também apresenta uma economia em ração, pois se alimenta parcialmente de pequenos peixes como traíras, tilápias e lambaris que naturalmente aparecem nas represas.

            O pirarucu deve ser alimentado com ração específica para peixes carnívoros, que possui mais proteína e pode ser encontrada facilmente em agropecuárias.

      O preço de sua carne é altamente valorizada tanto no mercado nacional como internacional e normalmente é processada para ser vendida em filés ou postas para supermercados, lanchonetes e restaurantes.

      A despesca do peixe normalmente é feita quando o mesmo atinge ao menos 12 kg o que ocorre com 10 a 11 meses o comprador normalmente vai retirar os peixes na propriedade do produtor.

      O peixe é vendido “In Natura” para o comprador que normalmente beneficia o peixe, para fornecer a carne aos distribuidores.

      È de interesse da maioria das indústrias de processamento de pescados nacionais,  a compra do pirarucu in natura; pois seu processamento não exige nenhuma estrutura, nem maquinários extras à que a mesma já possui. 

      Sua carne é bem valorizada, tem um giro muito rápido e a oferta de carne de pirarucu no mercado  ainda não é suficiente para atender nem mesmo 10% da demanda do país; uma vez que 80% da produção de filés de pirarucu feita por grandes produtores já é exportada para países como EUA, Alemanha  e Suiça. 

      O que deixa as indústrias de pescado que fornecem apenas para o mercado nacional extremamente carentes da carne desse precioso peixe para vender em nosso mercado interno.

      Isso ocorre porque uma das maiores dificuldades na criação desse peixe é conseguir os alevinos uma vez que o mesmo é um peixe monogâmico, que escolhe um par para a vida inteira e somente se reproduz em condições ideais; que poucos criadores conseguem recriar em cativeiro para assim poder oferecer alevinos ao mercado.

      Devido a isso ainda há poucos exploradores atuantes na criação de Pirarucu no Brasil, sendo assim, a concorrência pode ser considerada “baixa”, conseqüentemente, facilitando para se solidificar no mercado e obter uma boa demanda.

      Investir nesta atividade é uma excelente oportunidade para quem deseja largar na frente e construir o seu próprio filão de mercado.

      Como o Brasil é o principal produtor no planeta desse peixe, que há anos desfruta de renome internacional como o peixe que proporciona uma das melhores carnes de peixe do mundo.

      E sua criação é mais bem sucedida aqui, que em quaisquer outros países, devido ao peixe ser natural dessa região. O Brasil acaba ficando com a missão de prover a carne desse peixes a todos os demais 180 países do mundo  que compram a carne desse peixe, praticamente sem concorrência.

      O que faz que o preço de sua carne dispare no mercado internacional, de forma a desabastecer o mercado interno independentemente da quantidade de pirarucu que aqui seja produzida.

      O rendimento econômico do pirarucu anual é de 100%, o do tambaqui de 30,7 %, o de buffalo 2,62 %,

o bovino 2,67 %, os ovinos 2,55%.

      Em termos de rendimento econômico comparativo, o pirarucu suplanta ao dobro o tambaqui e é acima de 40 vezes em relação aos rendimentos da criação de búfalo, gado, ovelhas e cabras.

      Considerando-se os elevados rendimentos de carne e ampla aceitação do mercado, essa espécie tem elevada potencialidade para ser utilizada amplamente em piscicultura industrial.

Nossos alevivos são totalmente LEGALIZADOS PELO IBAMA e com NOTA FISCAL. Entre em contato pelo telefone TIM (69) 98103-0813 WHATSAPP para obter seu Orçamento de Alevinos. Assim você terá seu orçamento na hora. TEMOS OS MELHORES PREÇOS EM ALEVINOS DE PIRARUCU DO BRASIL, atendemos produtores, fornecedores e rolistas. Entregamos em TODO O PAÍS.

Porque adquirir alevinos 

para engorda

Filé de Pirarucu
Pirarucu Gigante
Pirarucu alimentação
Pirarucu
Tanques Piscicultura
Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pirarucu com 10 meses 14 kg

Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pirarucu Abate

Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pesagem dos Peixes

Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pirarucu na Balança

Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pirarucu na Rede

Despesca Pirarucu
Despesca Pirarucu

Pirarucu direto da água para o caminhão

1/1
Fotos das Despescas
Alevino Pirarucu
Alevino Pirarucu

10 cm

Alevino Pirarucu
Alevino Pirarucu

10 cm Pronto para a Venda

Tanque Alevinos
Tanque Alevinos

Tanques de proteção para alevinos antes do estágio da venda

Alevinos de Pirarucu
Alevinos de Pirarucu

Momento da Alimentação 10 cm

Criação de Pirarucu
Criação de Pirarucu

Tanque de Proteção

Alevinos Pirarucu
Alevinos Pirarucu

Em fase de crescimento

Alevinos de Pirarucu
Alevinos de Pirarucu

Alevinos recém nascidos nos laboratórios de crescimento

Alevinos de Pirarucu
Alevinos de Pirarucu

Prontos para a venda

Piscicultura Viva Pirarucu
Piscicultura Viva Pirarucu

Acompanhando os alevinos

1/1
Fotos dos Alevinos